domingo, 11 de setembro de 2011

Dando valor.

Ontem vi três crianças de rua no metrô. Quando elas viam uma pessoa parada, perguntavam para ela se tinha dinheiro ou alguma comida pra dar a eles. Um homem os parou, e deu uma garrafa de Coca Cola. O menor pegou, e saiu feliz. Os outros também, ficaram felizes. Três crianças esguias. Com fome. Talvez sem casa, sem pai, sem mãe, e sem nem saber ler nem muito menos escrever. Elas iam andando na minha frente, riam e conversavam. A menina era magra, seu cabelo e sua pele sem vaidade alguma. Os meninos, com roupas e tênis sujos. Eles pararam numa grande caixa aonde estava escrito ''doem agasalhos''. Olharam dentro dela, mas nada tinha. Passaram por debaixo da catraca, e o fiscal do metrô disse '' ei menina, você ta grande hein?! '' como se conhecesse a tempos. Saíram pulando e sorrindo mais ainda. Fiquei me perguntando o dia inteiro: o que eles tem pra ser felizes? É, não achei resposta. Só percebi que, dentre todas as coisas que falamos com Deus, a maioria dessas coisas são para reclamar e perguntar ''por quê comigo?''. E não é querendo ser moralista, ou sei lá, clichê. Mas dê valor ao que você tem, e lute pra que além de você ter as coisas que deseja, consiga ajudar os que precisam.
Priscilla Martins


Nenhum comentário:

Postar um comentário