sábado, 9 de abril de 2011

Minha mãe só tinha um olho...

Eu a odiava… ela era muito embaraçosa. Ela cozinhava pra alunos e professores pra ajudar a família. Teve um dia durante a escola primária onde ela veio me dizer oi. Eu fiquei muito envergonhado, como ela pôde fazer isso comigo? Eu a ignorei, lancei um olhar de ódio e corri. No próximo dia, meus colegas de classe disseram “HAHA sua mãe só tem um olho!!”. Eu quis me enterrar, e também quis fazer minha mãe desaparecer. Então naquele dia eu a confrontei e disse “se você só pode me causar vergonha, por que você simplesmente não morre?”. Ela não respondeu. Eu nem pensei por um segundo no que disse, porque estava possuído de raiva. Eu me esqueci dos sentimentos dela. Eu quis fugir de casa e não ter mais nada a ver com ela. Então eu estudei pra caramba e tive a chance de ir pra Singapore pra estudar. Me casei, comprei uma casa, tive filhos. Estava feliz com minha casa, meus filhos e todo o conforto. Então um dia, minha mãe me visitou. Ela não me via em anos e nem conheceu seus netos. Quando ela parou na porta, minhas crianças riram dela e eu a repreendi por ter vindo ser sem convidada. Eu gritei “COMO VOCÊ OUSA VIR A MINHA CASA E ASSUSTAR MINHAS CRIANÇAS? SAIA DAQUI AGORA!”. Humildemente e baixinho, ela respondeu “oh, me desculpe, eu devo ter errado o endereço”, e ela desapareceu pra fora. Um dia uma carta a respeito da escola veio à minha casa em Singapore, sobre uma tal reunião. Então eu menti pra minha esposa que estava indo à uma viagem de negócios. Depois da reunião, eu fui à velha cabana onde vivi minha infância apenas por curiosidade. Meu vizinhos disseram que ela havia morrido. Eu não chorei uma lágrima sequer. Eles me deram uma carta que ela queria que eu lesse. Ela dizia:

   Meu mais amado filho,

Eu penso em ti o tempo todo. Sinto muito por ter ido à Singapore e assustado seus filhos. Eu estava muito feliz quando eu ouvi que você viria pra reunião. Mas eu posso não ser capaz de nem mesmo sair da minha cama para o ver. Sinto muito pela constante vergonha que você passou enquanto crescia. Veja bem… quando você era muito pequeno, você sofreu um acidente e perdeu um olho. Como mãe, eu não podia ficar parada assistindo você crescer com um olho só. Então te dei o meu. Eu estava muito, muito orgulhosa de meu filho poder ver o mundo inteiro por mim, no meu lugar, com aquele olho. 

Com todo meu amor para você, 
Sua mãe
Créditos: Just Worlds
.    




Nenhum comentário:

Postar um comentário