domingo, 6 de março de 2011

Ser auto-suficiente.

  Felizmente, ou infelizmente, eu já não sou como antes. Não consigo amar como já amei, ou chorar durante horas por algo. Não sei o que aconteceu, nem em que circunstâncias me encontro.
  Acho que amei muito pessoas que não mereciam, e agora, as que merecem, ficam assim, sem saber o que fazer. Por que mesmo que eu diga ''eu também te amo'', não é como antes. Não é mais tão intenso.
  Nesses tempos, em todos os tempos, todo mundo precisa de alguém, e o meu maior medo, hoje, é que eu não precisa de ninguém. É que eu não consiga amar, as pessoas como devo.
  Me sinto culpada, me sinto uma tremenda egoísta. Mais não consigo mais chorar por isso. Não consigo ficar triste, nem ter pena de mim, ou das outras pessoas que estão a minha volta.
  Hoje, me sinto auto-suficiente. E isso de alguma forma, está me deixando num abismo, sozinha. Na beira.
Priscilla Martins.

Um comentário:

  1. Oi Pri....
    Já estou seguindo o seu blog...
    Espero que retribua...
    Comentando o seu texto....
    Bem, o amor é o sentimento mais intenso
    que nos faz escolher um caminho....
    E ele influência a nossa persolnalidade.
    Pois se estamos triste, muitas veses é por não
    ser amados.....
    E se estamos alegres é porque sentimos que alguem demostrou carinho e amor por nós....
    Os amores que mais nos entristece..
    É o amor platônico.....
    É doloroso querer alguem, que jamais estará
    estará do nosso lado vivendo uma paixão....
    As veses nem em sonhos, temos sucesso nos amores
    impossíveis....
    Bjssssssss
    Adorei o blog.....desejo sucesso....

    ResponderExcluir