domingo, 27 de fevereiro de 2011

I ♥ mommy *-*

Tradução: Oi eu sou Brittany, tenho 15 anos. Gosto de praia, as pessoas pensam que eu sou perfeita.
Eu não sou. Você tem uma mãe? Tenho certeza que tem. Eu tenho também. Ela sabe seu nome do meio? Ou seu aniversário? Ela consegue soletrar/ler seu nome? Ela consegue ouvir? A minha não consegue. Minha mãe é diferente... Ela tem Alzhaimer. Você sabe o que é isso? Uma doença. Ela esquece tudo. Isso não tem cura. Fico triste em seu redor. Ela esquece como comer, como escrever, quem ela casou, tudo... Até eu. Ela esquece coisas... Mas eu a ajudo. Eu choro a noite. E na manhã. Até na escola, eu choro por ela. Eu amo minha mãe. E no dia que ela me pergunta: quem é você? Eu apenas sorrio e a abraço. Porque ela é minha mãe. E eu sou sua filha.


Ame sua mãe, independente do que ela seja, do que ela faça, do que ela fale. Ame sua mãe, por muitos motivos, sendo o primeiro: ela é sua mãe. 

Pra sempre você.

Eu sempre me senti sozinha. Pra falar a verdade, ainda me sinto só. Todas as noites, antes de dormir. Pode ser paranóia, ou apenas realidade. Tudo que se pede, vira realidade, sabia ? Pedi você, implorei por você. E bem, você está aqui. Mais ainda me sinto só. Me sinto como se alguma coisa me faltasse, mais algo sempre me diz que não estou, por que amanhã, quando acordar, você ainda continuará me amando, e talvez seja isso que me deixa continuar, e que me faz convicta do que quero, me faz ter certeza que cada vez mais, o que eu quero, é você. E eu sei, que quando eu me sentir só, é só me lembrar da sua voz, é só lembrar de como você disse um dia, que precisava de mim. É só me lembrar que você ainda existe, e que na está ainda minha vida, de um jeito ou de outro. E eu sei que vai continuar. É isso que me faz crer, muitas das vezes, enquanto minha cabeça não consegue pensar em nada, que é você, que tem que ser você, pra sempre você, o meu amor.
Priscilla Martins