quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

A ''velha infancia''...

Lembro-me até hoje o jeito que me olhava. O jeito que sorria orgulhoso quando me via, mesmo quando de longe. Lembro-me também, como seu coração batia. Forte, rápido. Nós éramos duas crianças. Não sabíamos o que estava acontecendo de nós, nem o que ao certo estávamos sentindo. Mais nós dois sempre tivemos a certeza de que era forte e verdadeiro. Suponho que tenha sido por isso que essa história marcou. Marcou muito mais do que qualquer outra história. Os carinhos puramente trocados, as palavras inocentemente ditas. O sentimento verdadeiramente demonstrado. E isso era fácil, afinal, éramos duas crianças, brincando de amar.
Priscilla Martins.

5 comentários:

  1. Pessoas costumam julgar até mesmo o que deve ser inesquecível ou não. A infância é altamente apresentável quanto as pessoas que somos.

    ResponderExcluir
  2. mt bom parabens mt criativo


    http://planetahuumor.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. ahh qndo somos crianças..t udo é inoscente..e qndo a gnt gosta de alguém, a gnt nem sonha q vai sofrer.. mas vamos cresendo e vendo a realidade né =D
    seguindo

    ResponderExcluir