segunda-feira, 13 de setembro de 2010

É profundo, é verdadeiro.

Eu tento não me lembrar de como você me tratava, do que fez por mim, do quanto lutou por nós dois, mais não, eu não consigo. Eu sei que já não sinto mais nada igual ao que sentia antes por ti, mais sinto culpa por ter te deixado ir assim, como se nada tivesse acontecido um dia. Eu sei, quem errou nessa história toda, sim, fui eu; Mais mesmo o meu amor sendo tão forte, tão intenso, tão grande, eu não consegui lutar. Pensei que ia ficar tudo bem depois que eu acordasse de tudo, mais eu não acordei, não foi um pesadelo. Foi um sonho. O mais lindo que já vivi.
E se no começo eu pude pensar que não passasse de um passa-tempo, agora eu sei, que foi muito mais que isso. Algo que eu nem sabia que existia. Algo chamado amor. Amor verdadeiro.
Eu nunca esquecerei de tudo o que aconteceu, acho que você também não vai, mais tanto tempo já se foi, e sei que depois de tudo isso, meu rosto não está mais tão nítido em sua mente, assim como o amor que guardava dentro do teu peito, agora é só mais uma vaga lembrança do que já foi um dia. Sonho com você até hoje, depois de tanto tempo, depois de tantos anos. Será que ainda tá aqui ? Amor adormecido que não acorda, sentimento maior encoberto por puras ilusões. Eu realmente não sei. Só sei que, garoto, agente ainda vai se encontrar !
                                                                                        Priscilla Martins

Nenhum comentário:

Postar um comentário